Sombras II – A Resistência

0
573

A Resistência

Ao contrário do que muitos pensam, a sombra não é o negativo, e sim o que foi repreendido. Para tirar da sombra é necessário aceitar que tem que tomar uma decisão em relação aquilo ao invés de fingir que não sente ou não sentiu determinada coisa. O Hélio recomenda a leitura do livro “O encontro da sombra”, pra quem quer ir mais a fundo nesse assunto.⠀

Ele dá um exemplo extremo, quando você pensa que quer matar alguém, não pode fazer de conta que não pensou aquilo e simplesmente tentar afastar o pensamento, mas olhar pra você mesma e chegar a uma conclusão, a de que não vai matar a pessoa, nesse caso.⠀
Normalmente a frase “Dessa água não beberei” vem da sombra que está tentando repelir aquele sentimento. E nisso a pessoa pode até ficar doente, pois é uma batalha sua com você mesmo. ⠀

Por isso a importância de expressar o sentimento, ter espontaneidade e não guardar rancor.⠀

O melhor diagnóstico visual sobre as sombras são as habilidades artísticas. Nelas vemos as travas das pessoas. O Hélio recomenda escutar músicas como o tango Cambalache, Uno ou Quijote do Julio Iglesias, elas trazem sensações que tocam as sombras.⠀

Terapias com argila também são ótima pra trazer o que está no inconsciente (eu já fiz trabalho com argila e foi muito interessante, fez todo o sentido quando ele entrou nesse assunto).⠀
Se não sai alguma escultura temos a prova do quanto a sombra está forte e resistente. E se sai vamos saber o tipo de sombra que foi feita.⠀

A arte é fundamental ⠀

Dança também é uma forma fácil de identificação, como a dança africana, moderna, jazz e principalmente a dança do ventre (a sexualidade está no quadril). A sombra não deixa a musculatura se mover.⠀

Outras formas da sombra se manifestar é no mau atendimento com o cliente. Como uma atendente que escolhe uma mesa ruim para um casal ou um vendedor que não vende uma tv por algum sentimento reprimido, como inveja, por exemplo.⠀

Assista ao vídeo completo https://cursosheliocouto.com.br/cursos/

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.