Medo da catarse – Ressonância Harmônica

6
1181

Uma pergunta muito comum no meu direct é “como foram as suas catarses?” ou relatos de forma geral onde a pessoa não faz a RH por medo da catarse.

Eu não sei nem o que falar a respeito disso, só tenho vontade de puxar a orelha de todo mundo mesmo.

Genteee, vamos lá!!!

Primeiro que  se você não começou o Caminho das Palestras ou não passou dos 50% ainda não deveria nem pensar na RH. O erro de muita gente está em começar o curso apenas para fazer a RH. (Assista URGENTE meu vídeo no Youtube: Quando pedir a RH?)

Segundo que se você assistiu todo o Caminho das Palestras, qual a parte do “soltar” que o prof. fala que você não entendeu???

No meu ver, é como alguém que quer usar a borboleta mas não quer mudar. Ter medo das catarses é a mesma coisa. 

PRA MIM ISSO É MUITO CONTRADITÓRIO

Eu vejo os sintomas da catarse como uma resistência à mudança. A catarse nada mais é que uma limpeza interna, e quando você está resistente a essa limpeza sintomas podem surgir.

Ou seja, se você está com medo é porque existe uma resistência. 

Vou repetir: O SEU MEDO É A RESISTÊNCIA, entende? 

E aí o que vai acontecer?? Os sintomas que você não queria.

Ou você pede e banca o que está por vir e toda a mudança que vai acontecer, ou nem pede.

A idéia é nem lembrar que pode existir a possibilidade de algum sintoma.

Eu particularmente nunca pensei ou tive medo de catarses, e fui sentir um pouco mais na sexta onda.

Esse texto fez sentido pra você?

Tem algum relato para compartilhar sobre catarses e RH?

 

6 COMMENTS

  1. GRATIDÃOOOOOOO, eu precisava ler isso, precisava muito pois eu assisti o caminho das palestras inteirinho, alguns videos eu assisti até mais que uma vez, eu realmente não tenho medo da mudança, eu me sinto completamente pront, já mudei muito só pelo caminho das palestras, sinto zero de apego, me sinto livre e aberta pra mais e mais, eu senti medo de tanta genteeeeeeee falando mal da catarse, mas eu pensava assim, poxa vida, todas as vezes que eu cresci e aprendi na vida, foram momentos extremamentes desafiantes, mas não tenho a crença limitante de que “tem que passar por dificuldades” pra receber o melhor, eu sou bem livre quanto a isso também… sou grata por seu texto <3

    • Exato!! Juro que não entendo pq pessoas vão procurar experiências negativas de outras pessoas pra se apoiar e se basear, mesmo sabendo que é um processo muito único e individual.

  2. Olá Luciana! Estou de pleno acordo com você. Quem vai atras dos lucros precisa aceitar as limpezas. Se desapegar é o caminho, ou não poderá receber e curtir as mudanças. Às vezes a RH fica difícil pra mim. Sinto sufocamento e falta de ar, mas insisto e aproveito que conteúdos afloraram do inconsciente para limpá-los. São oportunidades valiosíssimas. Não é pra todo mundo. E sou muito grata ao prof. O que ele nos trouxe é atemporal e não tem preço. Estou ainda na 1ª Onda e sou testemunha dos seus efeitos e descobertas. Não apenas para mim, mas para toda a família. E adimensional também.
    Gostei da forma como vc descreve os arquétipos. O meu é o da raposa. Estamos apenas flertando, mas é muito gostoso.
    Bjussss. Continue.

  3. Oi Luciana,

    Eu assisti a todo Caminho das Palestras e só deixei para ler o “Mentes Informadas” com a 1a onda, tive algumas catarses durante esse período, físicas e emocionais, mas nada se compara ao que experimentei na 2a onda, foi uma avalanche emocional, era um trabalho diário para não me sabotar, vitimizar e prender. O que eu percebo que tanto quanto o conhecimento sobre o processo o que realmente mais interfere na quantidade de catarses que você tem ou não são suas crenças.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here